Exposição “A 15ª Estação da Via Sacra” reabre atividades da Casa de Cultura Ivan Marrocos, em Porto Velho

Porto Velho, RO – A Fundação Cultural do Estado de Rondônia (Funcer) realizou, na manhã dessa segunda-feira (30), a abertura oficial da Casa de Cultura Ivan Marrocos com a exposição “A 15ª estação da Via Sacra”. A Casa de Cultura ficou fechada ao público desde o inicio da pandemia, em março, conforme estabelecia o Decreto Estadual de Rondônia.

Familiares e amigos participaram da abertura da programação da Casa de Cultura Ivan Marrocos aonde foram prestigiar o artista plástico João Orlando de Freitas Zoghbi, que pintou há 15 anos os quatros que demostram a 15ª estação da Via Sacra de Jesus Cristo. “Essa coleção saiu da reflexão de uma missa que assisti e as 15 estações representam essa fé que acreditamos em tudo isso que aconteceu com Jesus Cristo. Para refletirem em serem uma pessoa melhor”, explica Zoghbi.

A presidente da Funcer estava presente na solenidade de abertura e falou da importância da parceria da Casa de Cultura e os artistas locais. “Essa parceria da exposição que está acontecendo da Via Sacra junto com a Casa de Cultura tem essa atribuição. A competência dela é justamente essa de fornecer aos artistas locais em vários segmentos, artesanato, artes plásticas, dança todas as áreas, para fazer exposições e apresentarem seu trabalho para a população. Para que todo mundo tenha conhecimento de como funciona a cultura no nosso Estado”, esclarece a presidente da Funcer, Simone Catarina Bittencourt.

A Casa de Cultura recebe o público de segunda a sexta-feira das 8h às 17h

Para a visitante da exposição, Kassandra Gonçalves de Souza Meneses, a passagem de Jesus Cristo, do nascimento até a crucificação, ser representada nesse momento de pandemia requer um momento de reflexão. “Tudo que estamos vivendo nesse momento precisamos pensar e repensar em nossas atitudes e o amor ao próximo como se não houvesse amanhã”.

De acordo com o diretor da Casa da Cultura Ivan Marrocos, Pedro Júnior Braz Vieira, dois guias explicam aos visitantes sobre a  exposição, o artista explicar sobre outras obras na casa de Cultura. “A Casa de Cultura é composta por vários espaços aonde temos a galeria Afonso Ligório, que é uma homenagem ao artista plástico, conhecido no Estado e sempre recebe exposições. Também temos a Galeria Forte Príncipe, que ficam as exposições permanentes e mantemos o acervo de artistas. Esses espaços são para os artistas que tenham interesse de mostrar o seu trabalho”, explicou.

A Casa de Cultura recebe o público de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, aos sábados o atendimento é das 9h às 12h. Os visitantes precisam utilizar máscaras, fazer higienização das mãos e manter o distanciamento social para apreciar “A 15ª estação da Via Sacra” que ficará em exposição até o mês de fevereiro.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA