Justiça condena três por latrocínio de comerciante em Cacoal

Porto Velho, RO – O Juízo da 2ª Vara Criminal de Cacoal condenou a mais de 20 anos de prisão no regime fechado, cada um dos três envolvidos no assalto seguido de morte (latrocínio) do comerciante Hermes Simão, 34 anos, ocorrido em agosto de 2018, na rua   Juscelino Kubitscheck bairro Novo Horizonte.

Foram condenados Tiago Vieira Francelino, vulgo ´Japa´ ou ´Feioso´ (autor dos disparos, 24 anos e 11 meses de prisão), Railey Nascimento de Almeida, vulgo ´Amazonense´ (condutor da motocicleta até o local do crime, 20 anos de prisão), e Adailton Junior Garcia, vulgo ´Teco´ (autor intelectual do crime).

Segundo as investigações da Polícia Civil, Teco foi quem fez o levantamento do local, observando as vítimas e aliciou Feioso e Amazonense para executar o crime. Os dois chegaram à casa da vítima por volta das 11h, as vítimas estavam almoçando, e anunciaram o assalto e várias pessoas foram feitas de refém.

Enquanto as vítimas eram amarradas, a vítima se soltou e se atracou com um dos bandidos, mas acabou recebendo um tiro no tórax. O pai da vítima correu para o quarto e se amou de uma espingarda e ainda a acetou um tiro em m dos marginais, fugindo de motocicleta, deixando para trás um revólver calibre 38.

O tiro acertou Tiago nas costas. Ele foi preso horas depois na vizinha Presidente  Médici recebendo atendimento médico. Railey fugiu pelo matagal e foi preso em seguida. Além de dinheiro, a dupla levou uma pulseira de ouro. A pulseira foi vendida a Paulo Henrique Rocha e parte do objeto a Wesley Rocha de Souza.

Na sentença, o Juízo determinou a devolução da jóia aos familiares da vítima e encaminhamento das armas do crime e munições ao Exército Brasileiro para destruição. Os réus não poderão recorrer em liberdade. Segundo Adailton, Alex Andrade Martins Santos

Fonte.oobservador.com.br/

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA