Equipe de saúde do governo continua em Guajará-Mirim e reforça ações de controle da Covid-19

Equipe de saúde do governo continua em Guajará-Mirim e reforça ações de controle da Covid-19

Porto Velho, RO – Em coletiva de imprensa na segunda-feira (25), o secretário de Estado da Saúde (Sesau), Fernando Máximo, informou que os trabalhos da equipe de apoio ao enfrentamento da Covid-19 em Guajará-Mirim continuam para reforçar as medidas de controle da doença. ‘‘A equipe continua trabalhando intensamente, treinando os profissionais, indo à campo’’, garante.

De acordo com o secretário, os trabalhos da Missão Guajará-Mirim  já refletem no melhoramento dos índices. A taxa de mortalidade caiu de 32,7% para 16,2%, do dia da chegada da equipe ao município (20) até domingo (24).‘‘Já observamos a redução da taxa de mortalidade, atendimento mais precoce dos casos positivos, aumento de testagem, além da Vigilância Epidemiológica realizar a busca ativa dos casos confirmados e suspeitos’’, conta.

Parte dos profissionais que integraram a equipe inicial da força-tarefa permanece no município e outra parte passou por revezamento.

ASSISTÊNCIA HOSPITALAR E DOMICILIAR

Nos primeiros dias de trabalho, a prioridade da Missão Guajará-Mirim foi a assistência hospitalar, especialmente dos casos graves. Também foi realizada uma série de medidas.

”Montamos um novo organograma de funcionamento, call center por meio do (69) 98479-8290 e 98479-8830, procuramos aumentar a capacidade de realização de três exames: PCR quantitativo, fibrinogênio e ferretina, e ainda foi realizado treinamento com médicos, enfermeiros e fisioterapeutas, com foco desde a atenção básica até os que atuam nas UTI’s”, disse o médico Sérgio Melo da equipe de assistência hospitalar.

O secretário Fernando Máximo informou que os trabalhos da equipe de apoio ao enfrentamento da Covid-19 em Guajará-Mirim continuam

O médico ainda pontuou um importante procedimento que passou a ser adotado no município, que foi conseguir, junto com a Unicamp, a disponibilização de telefone para acesso da atenção básica a laudos de eletro relativo a síndrome de QT longo, que é um distúrbio do ritmo cardíaco que pode causar batimentos acelerados.

Outra ação de destaque é o reforço de testagem. No sábado (23), a equipe técnica da Sesau deu apoio e acompanhou os trabalhos de três equipes da epidemiologia do município para coleta de exames em pacientes nos seus domicílios. Na oportunidade, levaram também resultados para serem entregues às pessoas.

De acordo com o enfermeiro e e coordenador regional da Sesau, Jarbas Bandeiras, no final de semana foram finalizadas as atividades com visitas às unidades de saúde, laboratórios e farmácia central com o objetivo de melhorar o fluxo de atendimento da pessoas em tratamento da Covid-19. ”Junto com município foi desenvolvido plano de ação a fim de organizar e operacionalizar a assistência à saúde”, assegura.

Na Segunda (25), a equipe se  reuniu com  profissionais de diversos setores no município com objetivo de apresentar o organograma do Sistema de Comando integrado (SCI), onde cada profissional assume competências para que possam dar respostas rápidas e promover a logística de operacionalização da gestão.

Nesta semana, também somado ao reforço na assistência hospitalar e ampliação das testagens,  será iniciado um auxílio a mais para os casos que estão em tratamento domiciliar. ‘‘E para isso a Sesau conta com o apoio da Coordenação Regional da Atenção Primária’’, conta Jarbas.

De acordo com a coordenadora Libia Fabiele da Silva, a missão é capacitar os agentes comunitários de saúde para melhorar a assistência aos pacientes que são atendidos pela atenção primária à saúde.‘‘Essa é uma medida importante para que não haja um agravamento dos casos que estão em tratamento em suas casas’’, considera.

As visitas domiciliares devem seguir todos os requisitos preconizados pelo Ministério da Saúde, com o uso de EPIs, sem o adentramento no interior das residência, e com foco nos grupos mais vulneráveis, a fim de prestar todo cuidado necessário a população e monitorar casos.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA