De 22 a 26 de março é celebrada a Semana de Mobilização e Sensibilização do Combate à Tuberculose. Nesta quarta-feira (24) considera-se no entanto, o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), alerta a população quanto aos altos índices de abandono no tratamento da Tuberculose no estado em 2020, colocando o Estado como líder no ranking de redução de casos notificados no país.

Os dados são da Coordenação Estadual de Vigilância e Controle da Tuberculose da Agevisa. Segundo a responsável pelo departamento, Nilda de Oliveira a redução está diretamente ligada ao momento de pandemia. Ela explica que os sintomas são facilmente confundidos com o da Covid-19. “A Tuberculose é uma doença infecciosa de transmissão aérea ou seja, altamente transmissível caso o indivíduo não dê início ao tratamento, mas o que é mais predominante entre os sintomas é uma tosse que persiste por três semanas ou mais, então todo o paciente que está com sintomas respiratórios temos que pensar em Tuberculose, além da falta de apetite, perda de peso, fraqueza, crises de suor noturno e a febre não muito alta, mas que geralmente ocorre no final da tarde”, alerta a coordenadora.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) preconiza que os programas de tratamento da tuberculose tenham uma taxa de abandono inferior a 5%. Em Rondônia, por sua vez, de acordo com a Agevisa, esse número em 2020 chegou a 23,9%. “Nós chegamos nesses dados através do diagnóstico de 2019, os exames de escarro positivados de 2019 ficam relacionados com a cura de 2020, que contabiliza 68%. Isto é muito baixo porque o Ministério da Saúde preconiza que curemos 85% e o problema foi justamente a taxa de abandono”, explica.

Quanto aos diagnósticos de 2020, somente em outubro de 2021 será possível chegar a um resultado, que será possível, também, descobrir a taxa de abandono do tratamento em 2021.

TUBERCULOSE x COVID-19

Diferentemente da Covid-19, que o vírus permanece vivo em diversas extremidades, como, por exemplo, objetos, sendo transferíveis para as mãos que entram em contato com olhos, boca e narinas, a Tuberculose é transmitida pelo ar, através da tosse, fala ou espirro. Entre os principais sintomas da Tuberculose estão: Tosse com catarro por mais de três semanas, falta de apetite, emagrecimento, dor no peito, suor noturno, cansaço fácil, febre baixa geralmente durante a tarde.

TRATAMENTO x CURA

O tratamento da Tuberculose é gratuito com duração de seis meses e está disponível nas unidades de saúde da rede básica (SUS).

Assim como em todo o Brasil, em Rondônia a incidência de casos de tuberculose é mais relevante entre os homens.

Apesar de ser uma doença grave, e que pode levar o indivíduo à morte, a Tuberculose é uma doença curável por meio dos tratamentos adequados. “As pessoas que abandonam o tratamento podem, mais adiante, ir a óbito ou se tornar resistente ao esquema de tratamento, que é um esquema padronizado pelo Ministério da Saúde e até mundialmente e gratuito no Brasil. Não trata quem não quer, pois o tratamento está disponível e é gratuito”, finaliza Nilda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui