Mutirão prevê mil cirurgias de catarata em fevereiro

Na primeira semana de fevereiro serão realizados os procedimentos de consultas e exames pré-operatórios.

Por Redação Diário da Amazônia

Foto: Ítalo Ricardo

Em fevereiro, o governo de Rondônia realiza a segunda etapa do mutirão de cirurgias de catarata, com a previsão de mil procedimentos na região de Cacoal e no Vale do Guaporé. As cirurgias serão realizadas numa clínica contratada através de licitação para pacientes que se encontram na fila do Sistema de Regulação Estadual (Sisreg), havendo, também, a disponibilidade para inserção de novos pacientes.

A primeira etapa do mutirão, realizada no final de 2019, teve início em Porto Velho. Agora, a iniciativa se estende ao interior para atender pacientes da região do Café (Cacoal, Pimenta Bueno, Espigão do Oeste, São Felipe do Oeste, Primavera de Rondônia e Ministro Andreazza) e os municípios de Costa Marques, Seringueiras e São Francisco, no Vale do Guaporé. O secretário de Saúde, Fernando Máximo, ressalta que a Sesau está alinhada com as secretarias de saúde dos municípios contemplados para que as pessoas que ainda não estejam na regulação possam ser beneficiadas também.

Quem precisa fazer a cirurgia e não está no Sisreg pode procurar a unidade básica de saúde mais próxima da sua residência ou até mesmo o setor de regulação da secretaria municipal de onde reside para que possa ser inserido no mutirão”, explicou Fernando Máximo, que agradeceu o apoio da deputada federal Jaqueline Cassol, que tem destinado emendas parlamentares à saúde, entre elas o valor de R$ 3,6 milhões à oftalmologia.

De acordo com a gerente de Regulação do Estado, Kênia Ribeiro, a triagem acontece de 1 a 3 de fevereiro. “Logo na primeira semana de fevereiro iniciamos os procedimentos de consultas oftalmológicas e exames pré-operatórios seguindo os critérios do sistema de regulação”, informou.

Com informações da Secom


COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA