PRF apreende quase 19 Kg de cloridrato de cocaína em Vilhena

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
Portal Rondônia de Notícia - Noticias de Rondônia

PRF apreende quase 19 Kg de cloridrato de cocaína em Vilhena

Prejuízo aos criminosos é superior a R$ 3.400.000,00

Porto Velho, RO - A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondônia, na noite de ontem (9), realizando atividade de fiscalização de trânsito com ênfase em veículos de carga, na BR 364, próximo ao Km 01, no município de Vilhena/RO, interceptou um carregamento de cloridrato de cocaína sendo transportado por um motorista, de 55 anos, e um passageiro, de 19 anos, que viajavam em um caminhão, de cor branca.

No decorrer da abordagem, os policiais verificaram que o condutor estava com a habilitação suspensa. Ato contínuo, a equipe percebeu contradições entre as respostas dos dois ocupantes, com informações desencontradas, como, por exemplo, dados básicos sobre a viagem. Dando continuidade à fiscalização dos equipamentos, verificou-se algumas lâmpadas traseiras do semirreboque queimadas e, também, sinais de alteração na estrutura da mesa do pino rei. Diante do conjunto dos fatos e da fundada suspeita, os policiais decidiram verificar o compartimento de forma mais minuciosa.

Ato contínuo, 18 tabletes de substância análoga à cocaína foram encontrados. O condutor informou que receberia a quantia de 20 mil reais para transportar a droga de Porto Velho/RO para Diamantino/MT.

Ao todo, 18,94 Kg de cloridrato de cocaína e 26 comprimidos de anfetamina foram apreendidos e encaminhados à Polícia Judiciária para destruição. Os traficantes também foram conduzidos à Autoridade Policial.

Conforme estimativa da Polícia Rodoviária Federal, o quilo da droga ilícita está avaliado em R$ 180 mil. O prejuízo estimado aos criminosos é de R$ 3.409.200,00.

Rondônia não produz cocaína, mas é um dos Estados que faz fronteira com a Bolívia (um dos três países com maior produção da droga no mundo), tornando o nosso território um dos corredores de escoamento da produção andina, que é destinada ao rentável mercado europeu. Nesse cenário, esta apreensão representa mais um duro golpe ao crime organizado do tráfico internacional de drogas.

Postar um comentário

0 Comentários