Arraial Flor do Maracujá encanta com diversidade cultural nas apresentações dos grupos folclóricos

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
Portal Rondônia de Notícia - Noticias de Rondônia

Arraial Flor do Maracujá encanta com diversidade cultural nas apresentações dos grupos folclóricos

A quadrilha Mirim Nova Junina do Orgulho encantou a todos com o tema “São João na roça”

Porto Velho, RO - No sábado, 24, o Arraial Flor do Maracujá contou com apresentações memoráveis, destacando-se a quadrilha mirim do “Orgulho do Madeira”, a quadrilha “Jucadiro”, o boi-bumbá “Estrela de Fogo” e a quadrilha junina “Tradição”. Cada momento foi marcado pela interação cativante com o público, entradas triunfais na arena e uma homenagem emocionante à comunidade surda. O evento é organizado pelo governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer -Sejucel.

Casal de velhinhos simpáticos

A quadrilha Mirim Nova Junina do Orgulho encantou a todos com o tema “São João na roça”. O grupo, pertencente ao Orgulho do Madeira, emocionou tanto adultos quanto crianças que estavam presentes na arena. Com um casal de velhinhos simpáticos e a presença de um padre junino, a Nova Junina do Orgulho, encantou a plateia nas arquibancadas e também aqueles que acompanharam uma apresentação pelo canal do YouTube do governo de Rondônia. Criada em 2018, a Sociedade Recreativa Nova Junina do Orgulho participou das Eliminatórias do Arraial Flor do Maracujá em 2019, conquistou o vice-campeonato e garantiu sua vaga no grupo especial.

A quadrilha Adulto Jucadiro abriu as apresentações do grupo especial com o tema “África, sua origem é nossa herança”. Com uma história impactante e uma performance arrojada, o grupo encantou o público presente na arena. A apresentação trouxe elementos simbólicos, como uma caravela representando a chegada dos escravos no Brasil, além de retratar os momentos difíceis vividos por eles, com troncos e chicotadas, mas com um resultado feliz, simbolizando a libertação dos escravos com muita luz e brilho. Apesar de ter apenas seis anos de existência, a Jucadiro, originária do bairro JK, já conquistou seu espaço no cenário folclórico, a Associação Folclórica Junina Caipira da Diversidade Rondoniense – Jucadiro.

Para o governador de Rondônia, Marcos Rocha, o evento celebra as tradições culturais do Estado e evidencia a diversidade e riqueza cultural.

Boi-Bumbá Adulto Estrela de Fogo

O Boi-Bumbá Adulto Estrela de Fogo, do bairro Lagoa, trouxe para a arena o tema, “Contos, lendas e mistérios da Amazônia”. Apesar de ser o caçula entre os bois, com apenas 8 anos, foi o primeiro a se apresentar nesta edição do evento. Uma apresentação contornada com 5 lendas da região, com coreografias vibrantes e elementos indígenas em destaque. Lendas como Matinta Perera, Cobra Grande, Curupira e Boto encantaram ganharam vida e capturaram a atenção do público presente, que assistia atentamente. O destaque foi a história do Boto, que surge em noites de lua cheia durante os festejos, e foi representado com uma embarcação na arena. O boi, carismático e envolvente, interagiu com o público, deixando todos encantados com a apresentação.

A Quadrilha Adulta Junina Tradição encerrou a noite de São João com uma apresentação trazendo diversas histórias no tema, “Lendas, contos e brincadeiras”. O grupo, formado por crianças, jovens e adultos do bairro Cidade Nova, encantou o público com momentos especiais, como a presença de Emília e até mesmo um casamento com o boto. No entanto, o destaque emocionante da apresentação foi uma homenagem dedicada à comunidade surda. No momento final da quadrilha, todos os integrantes se sentaram no chão e, ao som da canção, “Super Fantástico”, realizaram gestos com as mãos e expressões faciais em Libras, traduzindo a música e homenageando a comunidade surda. Essa tocante homenagem encerrou a noite de São João na Flor do Maracujá, deixando um legado de inclusão e encantando a todos os presentes.

Postar um comentário

0 Comentários