Queimadas na Amazônia – Foto: Divulgação

Porto Velho, RO - Rondônia teve mais de 500 focos de incêndio registrados só em julho deste ano. Entre os municípios que mais queimaram está Porto Velho em 1º lugar, com 270 focos. Em seguida, Candeias do Jamari, com 52 focos. E com 42 focos, Cujubim.

Os dados são do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) por meio do satélite de referência que coleta dados de queimadas desde de 1998.

De acordo com os dados do INPE, o ano que teve mais focos de incêndio em julho foi 2005 com 1.947 registros. O ano com menor registro foi 2001 com 74 focos registrados. Neste ano, julho encerrou com 555 focos.

No mesmo período do ano passado o satélite de referência registrou 836 focos em Rondônia. Ou seja, houve redução de 33,62% em julho deste ano.


Cidades com mais focos de incêndio

Os pontos em vermelho mostram os locais onde houve registro de focos de incêndio – Foto: Reprodução/Inpe

Em julho deste ano, os municípios que tiveram apenas um registro de focos de calor foram; Alta Floresta d’Oeste, Campo Novo de Rondônia, Jaru e Nova União. No ano passado Alta Floresta d’Oeste registrou 14 focos no mesmo período.

Já Campo Novo de Rondônia teve alta de 17 registros. No mesmo sentido, Jaru e Nova União tiveram 7 registros.

Por fim, Porto Velho se manteve no top dos municípios que mais registraram queimadas. Foram registrados 340 focos no ano passado. Neste ano foram 270.

Fiscalizações em terrenos de Porto Velho

A Sema (Secretaria Municipal de Meio Ambiente) está realizando fiscalizações em terrenos de Porto Velho para combater as queimadas urbanas. Os moradores que fazem queimadas estão sendo notificados e podem pagar multa de até R$ 900 mil.

“Quem for flagrado praticando queimada poderá receber multa dependendo da situação. O simples fato de alguém queimar algumas folhas no quintal de casa pode resultar em multa. O valor começa com 1 UPF (Unidade Padrão Fiscal), cerca de R$ 9,00, e vai até 100 mil UPFs, cerca de R$ 900 mil reais”, explica Cavalcante, secretário adjunto da Sema.

Como denunciar?

A população deve denunciar os focos de queimadas por meio do telefone: (69) 98423-4092 (whatsapp). Desse modo o morador pode enviar fotos, vídeos e até mesmo a localização para facilitar o trabalho dos fiscais. O morador também pode denunciar incêndio em terreno baldio.

Ainda de acordo com o secretário, a Sema não tem a atribuição de apagar os focos de queimadas, como muitos pensam. Nesse caso, compete ao órgão municipal a investigação para identificar e responsabilizar o autor da infração.

Por Fabiano do Carmo
Fonte: Diário da Amazônia