Polícia encontrou uma pasta com fotos de cunho sexual durante buscas na residência do suspeito

Porto Velho, RO - A Polícia Civil investiga um homem de 39 anos suspeito de furtar calcinhas de uma mulher e devolver as peças com sêmen humano, em Uruaçu, região norte de Goiás. O crime de importunação sexual e perseguição teve início em novembro de 2021 e, nesta sexta-feira (5), a polícia realizou buscas na residência do investigado.

Segundo o delegado Fernando Martins, o homem usava o uniforme de uma empresa em que ele trabalhou (uma prestadora de serviços vinculada à Saneago) e ia até a casa da vítima com o pretexto de fazer a leitura do hidrômetro de água. Depois que a entrada na residência era autorizada, ele furtava calcinhas que estavam no varal e as levava para casa.

“Na casa dele, ele provavelmente ejaculava nas peças íntimas e depois voltava até a casa da vítima e jogava as peças por cima do muro para dentro do quintal. Quando a vítima ia olhar, suas peças íntimas estavam com sêmen humano”, explica o delegado.


Homem ejaculava nas calcinhas na vítima e devolvia as peças por cima do muro da residência (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Constrangida com a situação, a mulher instalou câmeras de segurança em casa e denunciou o caso para a polícia. As filmagens auxiliaram na identificação do suspeito.

Durante buscas na casa do investigado, a polícia encontrou uma pasta com fotos de cunho sexual, o capacete e as roupas usada no dia do crime.

Segundo o delegado, as buscas tiveram por objetivo coletar provas do crime. O homem segue em liberdade.

“Esse investigado irá responder pelos crimes de stalking (perseguição) e importunação sexual com penas de até sete anos de detenção, caso o Poder Judiciário entender pertinente”, conclui o delegado Fernando Martins.

Fonte: Diário da Amazônia