Dentre os alvos da Operação Uiara, está Pedro Macario Barbosa, prefeito do município de Jutaí

Porto Velho, RO - A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (20/7), a terceira fase da Operação Uiara. A ação acontece Jutaí, no Amazonas, e visa combater garimpos ilegais e crimes ambientais na região. Dentre os alvos, está Pedro Macario Barbosa, prefeito do município.

De acordo com as investigações, havia no município uma organização voltada à prática de garimpo ilegal, corrupção ativa e passiva, crimes ambientais e outras infrações.

Os agentes cumprem dez mandados de busca e apreensão e medidas cautelares diversas de prisão, dentre elas as de afastamento do cargo ou das funções públicas, além da cassação de autorizações de garimpos de minério ilegal.

Em nota, a Polícia Federal esclarece que toda a atividade de lavra de minério na região é ilegal e que as ações objetivando a retirada de garimpeiros continuarão a ser realizadas, assim como serão estendidas no decorrer do ano a outras regiões no estado do Amazonas.

O prefeito é suspeito de cobrar propina de garimpeiros que atuam ilegalmente na região. Em novembro do ano passado, Barbosa chegou a ser preso em flagrante com 257 gramas de ouro ilegal, avaliadas em R$ 80 mil. Ele foi condenado pela 4ª Vara Criminal da Justiça Federal do Amazonas ao pagamento de 20 salários mínimos (equivalente a R$ 22 mil).

Em novembro do ano passado, na segunda fase da ação, ao menos 15 balsas foram apreendidas no Rio Madeira durante operação. As apreensões ocorreram nas proximidades do município de Nova Olinda do Norte, no Amazonas. Parte do material foi queimado pelas autoridades.

Fonte: Diário da Amazônia