Primeiro óbito no país tinha sido confirmado na sexta-feira

Porto Velho, RO - A Espanha relatou neste sábado (30) a segunda morte relacionada à varíola dos macacos no país, no que se acredita ser a segunda morte pela doença na Europa e apenas a terceira fora da África no atual surto.

O país europeu havia relatado a primeira morte relacionada à doença na sexta-feira (29), logo após o Brasil confirmar o primeiro óbito fora do continente africano.

De acordo com relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) de 22 de julho, apenas cinco mortes relacionadas à varíola dos macacos tinham sido relatadas, todas na região africana. No último sábado (23), a OMS declarou o surto, que se espalha rapidamente e pode caracterizar uma emergência de saúde global, nível mais alto de alerta.

Em relatório divulgado no último sábado, o Ministério da Saúde espanhol disse que 4.298 casos foram confirmados no país. Dos 3.750 pacientes sobre os quais tinha informações, 120 (3,2%) foram hospitalizados e dois morreram, informou a pasta, sem fornecer mais detalhes.

A primeira morte ocorreu na região nordeste de Valência, e a causa foi encefalite, uma inflamação do cérebro associada à infecção, informou a mídia local, citando o Departamento Regional de Saúde.

Fonte: Agência Brasil