Município registrou aumento de solicitações durante a pandemia

Porto Velho, RO - Buscando prestar assistência num momento de extrema fragilidade, a Prefeitura de Porto Velho conta com um auxílio-funeral destinado à população em situação de vulnerabilidade social, calamidade pública ou emergência social. Só na primeira metade do ano, mais de 160 solicitações desse tipo foram atendidas pelo município.

O benefício é destinado aos cidadãos residentes no município de Porto Velho e que estejam impossibilitados de arcar com o enfrentamento de contingências sociais. A concessão do auxílio é promovida apenas ao familiar ou responsável pela pessoa falecida, devidamente munido da certidão de óbito/declaração de óbito, documento de identificação do falecido e do requerente, além do comprovante de residência, e que tenha a renda per capita igual ou inferior a 1/4 do salário-mínimo vigente.

A inscrição no CAD Único também pode ser um critério que facilita o acesso. O requerente passará por uma avaliação técnica com a assistente social para a comprovação dos dados.

Sefra Maria Barros, diretora do Departamento de Proteção Social Especial

A solicitação deve ser feita no Centro de Referência de Assistência Social (Creas) que funciona todos os dias com plantão 24 horas na avenida Prefeito Chiquilito Erse, nº 2707. O telefone para mais informações é (69) 98473-5966.

Segundo os dados do Departamento de Proteção Social Especial da Secretaria Municipal de Assistência Social e da Família (Semasf), houve um crescimento expressivo de benefícios concedidos de 2019 a 2021, um aumento de 115%.

Enquanto em 2019 foram 234 solicitações atendidas, em 2020 foram ofertados 468 benefícios e em 2021 o número subiu para 505. “O pico pandêmico de covid-19 demonstrou um crescimento significativo. Infelizmente este é um momento de extrema vulnerabilidade e fragilidade e, por meio da nossa equipe técnica, prestamos não só o benefício, mas um apoio da assistência social, que é o nosso foco primordial”, explicou a diretora do departamento, Sefra Maria Barros Silva.

Fonte: Superintendência Municipal de Comunicação