Fora da prefeitura, Japonês informou que passou o dia inteiro catando ovos na granja de sua propriedade em Vilhena / Foto Divulgação

Porto Velho, RO - Após ser cassado e afastado do cargo de prefeito por determinação do Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE/RO), Eduardo Japonês (PSC), através de seus advogados, impetrou, nessa sexta-feira, 8, recurso junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para tentar retornar à principal cadeira do Palácio dos Parecis, em Vilhena.

Japonês foi afastado do cargo nessa quinta-feira, 7, quando o presidente da Casa de Leis, Ronildo Macedo (Podemos), recebeu ofício do presidente da Corte para que tome posse imediatamente na condição de prefeito interino até o encerramento de eleição suplementar, ainda sem data definida (leia mais AQUI e AQUI).

O recurso foi impetrado pelos novos advogados de Japonês: Nelson Canedo, de Porto Velho, e Marilda de Paula Silveira, de Brasília (DF).

No recurso, a defesa argumenta que a decisão do TRE deve ser reformada e que “o afastamento de Eduardo Japonês e Patrícia da Glória do exercício do mandato conforma inegável perigo de dano ante o risco de dano irreparável para a esfera jurídica dos recorrentes”, requerendo efeito suspensivo e o retorno de ambos aos mandatos, imediatamente, até o julgamento final do recurso especial pelo TSE. Não há prazo para que o recurso seja analisado.

“CATANDO OVO COM ORGULHO!”

Com o título acima, Japonês, através das redes sociais, comentou que, nessa sexta-feira, 8, seu expediente começou logo cedo na granja de sua propriedade em Vilhena (Foto em destaque). “Aprendi desde pequeno com meu pai que trabalhar e trabalhar muito é o que muda o mundo e nossas vidas. Por isso continuo acordando cedo e dormindo tarde como sempre fiz”, disse.

>>> LEIA, ABAIXO, PARTE DO RECURSO APRESENTADO PELA DEFESA DE JAPONÊS JUNTO AO TSE:




Fonte: Extra de Rondonia