Porto Velho,RO - Para proporcionar mais qualidade de vida às pessoas acometidas pela diabetes, a Prefeitura de Porto Velho disponibiliza o Programa Hiperdia em todas as unidades de saúde da rede municipal. A rede também presta assistência aos que sofrem de hipertensão.

Conforme a coordenadora do programa no município, Soraya Dalboni, atualmente existem 7.371 diabéticos cadastrados, monitorados e acompanhados nas Unidades Básicas de Saúde da Prefeitura, tanto na zona urbana quanto na região rural.

Desse total, 3.071 são insulinodependentes, ou seja, dependem da insulina para o controle da doença, sendo o medicamento fornecido pelo município.

“Eles ainda recebem o glicosímetro, a fita, a própria insulina e a medicação, além de serem orientados a praticarem atividades físicas e terem uma boa alimentação”, completou Soraya.

Além dos adultos, 36 crianças de 1 a 12 anos, também acometidas pela diabetes, recebem toda a atenção da equipe multiprofissional da Prefeitura dentro das UBS. A critério médico, elas podem ser encaminhadas para especialistas.

Prevenção

A médica generalista da UBS Agenor de Carvalho, Camila Freire, informa que a diabetes é uma doença traiçoeira, que inicialmente não apresenta sintomas. Na maioria das vezes ela só é detectada através de exames de sangue, onde na verificação do nível da glicemia (açúcar no sangue).

Para prevenir a doença, a médica aconselha cuidar da alimentação, diminuindo e moderando o consumo de açúcar e seus derivados, carboidratos e outros alimentos que possam ocasionar o aumento da glicose no sangue, praticar exercícios físicos e realizar exames laboratoriais periodicamente.

Para receber o atendimento e toda atenção dispensada pela rede municipal de saúde, basta o paciente procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua casa.

Fonte: Assessoria