Lesões na pele são sintoma clássico de varíola do macaco REPRODUÇÃO/UKHSA

Porto Velho, RO - O segundo caso suspeito de varíola do macaco no estado de São Paulo – e o oitavo no Brasil – é um homem de 41 anos que está internado em isolamento no Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Ele viajou recentemente para dois países que estão no topo da lista de diagnósticos confirmados da doença: Portugal e Espanha.

Em nota, a Secretaria da Saúde do estado afirmou nesta quarta-feira (8) que "as amostras do caso ainda estão em análise pelo Instituto Adolfo Lutz, que é a referência, e o Laboratório Central em Saúde Pública (Lacen) de São Paulo".

A Secretaria Municipal de Saúde da capital informou que o caso foi notificado no dia 7 de junho, sendo que o paciente está hospitalizado desde o dia anterior.

O homem teve os primeiros sintomas (febre e dores no corpo) no dia 28 de maio.

Outro caso, sem ligação com esse paciente, está também em apuração – trata-se de uma jovem de 26 anos, sem histórico de viagem ao exterior.

Segundo o Ministério da Saúde, outros seis casos estão sob investigação nos seguintes estados: Ceará (1), Mato Grosso do Sul (1), Rio Grande do Sul (1), Rondônia (2) e Santa Catarina (1).

Monitoramento em tempo real da iniciativa Global.health, que inclui pesquisadores de universidades como Harvard e Oxford, mostra que a Espanha é o segundo país do mundo em número de casos de varíola do macaco (225), seguida de Portugal (191).

O Reino Unido lidera a lista, com 322 casos, a grande maioria deles na Inglaterra.

ARTE/R7

Fonte: R7