cientista-ciência-pesquisa-laboratório (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Porto Velho, RO - Uma pesquisa realizada pela multinacional 3M aponta que a população brasileira é a que mais acredita na ciência e nos cientistas em todo o mundo. Segundo o levantamento - que ouviu 17 mil pessoas de 17 países das Américas, Europa, Ásia e Oceania - 92% dos entrevistados brasileiros confiam na ciência e 90% nos cientistas, contra a média de 86% nos demais países.

De acordo com o jornal O Globo, a pesquisa State of Science Index (Índice do Estado da Ciência) destaca, ainda, que 87% dos brasileiros entrevistados acreditam que não há consequências negativas quando se valoriza a ciência e a produção científica.

Outros 71% afirmaram que se as pessoas não puderem confiar nas notícias relacionadas à ciência haverá mais crises de saúde pública e 59% que haverá uma divisão social ainda maior. Para 56%, o descrédito da ciência também resultará no aumento da gravidade das mudanças climáticas.

“Os dados do Brasil nesta edição da SOSI apontam que 92% confiam na ciência, independentemente da classe social, idade, gênero e conhecimento técnico prévio, algo que nos surpreendeu positivamente. Isso nos mostra que os brasileiros perceberam que o trabalho dos cientistas impacta positivamente no nosso dia a dia, e esperamos seguir contribuindo para esta percepção”, disse o diretor do departamento de pesquisa e desenvolvimento da 3M e responsável pela pesquisa na América Latina, Paulo Gandolfi.
A pesquisa, que no Brasil ouviu de forma presencial e online 1.000 pessoas acima de 18 anos, foi realizada entre setembro e dezembro do ano passado.

Fonte: Brasil247