Eleições 2022 - Rondônia

Porto Velho, RO – O destino da eleição municipal de Vilhena realizada em 2020 poderá ser decidido na próxima semana, no Tribunal Regional Eleitoral, que já cassou o mandato do prefeito Eduardo Japonês (PSC) e da vice-prefeita Patrícia da Glória (PV), ambos na imagem desta matéria, por crime eleitoral.

Está pautada para a sessão da quarta-feira 25 o julgamento de embargos apresentados pela defesa dos cassados e de outros implicados no processo, última etapa para se definir se haverá ou não o afastamento do prefeito e da vice do cargo, com a convocação de novas eleições ainda este ano.

O caso vem sendo acompanhado com muita expectativa pela classe política local, pois deve, inclusive, mexer com a composição de nominatas que estão sendo formadas para concorrer às eleições proporcionais deste ano.

Isso porque há nestes grupos pelo menos dois pretensos candidatos a prefeito nesta eventual eleição suplementar no Município: a ex-prefeita Rosani Donadon, que está relacionada na nominata do PL para concorrer a deputado federal, e o coronel PM Rildo Flores, que é cotado pelo PODE para disputar o mesmo cargo.