Projeto vai contemplar aproximadamente 11 quilômetros em Cacoal / Foto: Divulgação

O projeto “Tchau Poeira”, executado pelo Governo de Rondônia, já transformou a realidade de diversas vias urbanas no município de Cacoal e um exemplo é a rua Monteiro Lobato.

No trecho entre a Avenida das Comunicações e rua Antônio Deodato Durce, com ações de equipes da Usina de Asfalto do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), a rua foi recapeada totalizando quase um quilômetro da via.

“Era um asfalto muito antigo, cheio de remendos e com muitos buracos e, por conta disso, aconteciam muitos acidentes. Este recapeamento melhorou 100% e Deus foi bom por esse asfalto ter chegado em Cacoal”, comemorou Marilda Pacheco Silva, proprietária de um mercado na rua Monteiro Lobato.

A opinião de Marilda também é compartilhada pelo aposentado Vilson Klein, cliente do estabelecimento. “A rua parecia uma colcha de retalhos, toda remendada. A gente entende que esta é uma via de ligação entre os bairros Floresta e Teixeirão. Essa parceria do Governo do Estado com os municípios tem sido muito benéfica e já está fazendo toda a diferença na cidade”, relata.

Em Cacoal, ao todo, o “Tchau Poeira” vai contemplar aproximadamente 11 quilômetros de ruas e avenidas com recapeamento asfáltico e mais 13 quilômetros de pavimentação nova, em vias até então nunca asfaltadas, concluindo um investimento de mais de R$ 23 milhões feito pelo Governo de Rondônia.

“Este é um projeto que o Estado está desenvolvendo em todas as cidades de Rondônia, em apoio aos municípios. Os gestores municipais estão definindo quais as vias são prioridade e o Governo de Rondônia faz o investimento e, por meio das Usinas de Asfalto do DER, estão sendo executados os serviços”, detalha o secretário executivo regional do Governo em Cacoal, José Moura dos Santos.

Até o momento, mais de quatro quilômetros de vias já foram recapeadas em Cacoal, entre elas as ruas Rafael Scardini, Capitão Rui Luiz Teixeira, Monteiro Lobato, Antônio de Santana, Rua João Paulo e as avenidas Francisco Leite de Oliveira e Santo Antônio.

Fonte: Assessoria