No Dia Internacional do Trabalho, o RONDONIAGORA conta um pouco da trajetória do professor da rede municipal de Porto Velho, Augusto César Passos Cruz, de 61 anos.

Sua vida na profissional como educador iniciou em 12 de outubro de 1979, com 29 anos de idade. Já são 37 anos de dedicação.

Atualmente, lotado na Escola Municipal Professor Antônio Augusto, lecionando informática básica, Augusto César, coleciona muitas histórias, ao longo de sua carreira como professor. Ele atuou na disciplina de ciências, que também é sua formação, logo no início da carreira.

Hoje o serviço público estável só é acessível através de concurso. Mas, na década de 70, era diferente. Augusto César entrou para o quadro do município através de um processo seletivo.

Ele conta que ser professor era um sonho profissional. Em 2013, o servidor público completou o tempo de trabalho necessário para se aposentar, mas preferiu continuar trabalhando, fazendo o que ama. “Eu sou muito feliz lecionando para meus alunos e gosto demais de trabalhar com crianças. O nosso foco, como educador, é o aluno, para que possamos formar cidadãos”, disse.

Para o professor, é gratificante saber que muitos alunos cresceram, se formaram e conseguiram ingressar no mercado de trabalho com seus ensinamentos. “Eu sei que eu fiz parte da educação desses alunos. Sempre que encontro alunos antigos, eles me agradecem pelos ensinamentos é isso me deixa muito feliz. Isso é um demonstrativo que minha meta como professor foi alcançada, que é formar pessoas”, disse.

Um dos desafios enfrentados não só por Augusto César, mas pelos demais servidores, é a condição de trabalho. “A gente precisa de boas condições para que nossa missão de educador seja cumprida com sucesso. A gente faz o que pode para ensinar nossos alunos, mas precisamos de mais condições. Precisamos avançar mais”, destacou o servidor público.

Após muitos anos de dedicação, de muito trabalho, buscando conhecimentos para passar para seus alunos em sala de aula, em breve Augusto César pretende finamente se aposentar, juntamente com a esposa Janira Holanda Leite, que também trabalha na área da educação. “Hoje eu posso dizer pra meus três filhos que eu sou realizado profissionalmente. Eu e minha esposa contribuímos muito na educação. Me sinto com a sensação de dever cumprido”, finalizou o professor da rede municipal de Porto Velho.

Fonte: Rondoniagora