Porto Velho, RO - Uma jovem, de 23 anos, acionou a Polícia Militar no início da noite desta quinta-feira (19), em um supermercado na avenida Mamoré, na zona leste de Porto Velho, para denunciar que estava sendo mantida em cárcere privado e sofrendo agressões por parte do namorado, o apenado R. S. J.

A vítima relatou aos policiais, que residia na cidade de Santos, em São Paulo, e conheceu R. S. pela internet. Eles conversaram por aproximadamente nove meses, e ele a convenceu a morar em Porto Velho.

A jovem relatou ainda que logo que chegou na rodoviária da capital, se assustou ao ver que o R. S. era apenado monitorado por tornozeleira eletrônica.

Ao chegar na casa dele, no Bairro Três Marias, a mulher foi trancada em um quarto e proibida de sair do imóvel. O cárcere privado durou aproximadamente dois meses.

Consta na ocorrência, que a jovem era ameaçada de morte caso tentasse fugir ou pedir ajuda. Por diversas vezes, R. S. chegou na casa com armas e documentos de outras pessoas, segundo a mulher, que afirmou ser vítima constante de agressões e abusos sexuais por parte de R. S.

Nesta quinta-feira, a vítima foi agredida novamente após conseguir fugir e correr para um supermercado. O criminoso foi atrás e quando os policiais chegaram, ele já havia fugido, levando a bolsa da vítima com documentos pessoais, cartões de crédito e R$ 3 mil em espécie.

Os policiais tentaram contato com o monitoramento, mas não conseguiram rastrear os passos do acusado. A vítima foi socorrida pelos militares e levada para um abrigo.

Foram realizadas várias diligências com a vítima para tentar encontrar a casa para onde foi levada por R. S., porém, a jovem não soube informar o endereço onde ficou, pois nunca havia saído de casa durante o período.

Fonte: Rondoniagora