A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (7), a segunda fase da Operação Overdrive, que investiga a compra de veículos automotores com desconto de tributos por meio da área de livre comércio de Guajará-Mirim, para posterior revenda, com ou sem o uso pelas transportadoras envolvidas.

A justiça expediu cautelares para serem cumpridas em Vilhena, Comodoro (MT) e Campos de Júlio (MT). Foram cumpridos mandados de busca e apreensão. Três servidores de órgãos de trânsito de Guajará-Mirim foram afastados de seus cargos. Há ordem judicial para que os envolvidos não se comuniquem,

Segundo a PF, o esquema potencialmente utiliza despachante e servidores públicos de órgãos de trânsito para a baixa de gravames tributários registrados nos documentos dos veículos para que sua venda possa ser feita por valores de mercado e por pessoa de boa-fé, com lucro, para os envolvidos.

Ainda de acordo com a PF, os mandados de busca são necessários para coleta de provas dos possíveis crimes de falsificação de documentos, sonegação fiscal e inserção de dados falsos em sistemas.

A Polícia Federal diz que as investigações continuam já que há uma considerável quantidade de envolvidos e grande número de veículos que foram objeto de fraude, segundo se apurou até o presente momento.
Overdrive é a denominação que se dá a uma das marchas de veículos de transporte que economiza combustível.


Fonte: Rondoniagora