Ex-presidente russo escreveu em seu canal no Telegram na sexta-feira que sanções ilegais sempre causam uma degradação do sistema de direito internacional. Dmitry Medvedev (Foto: Reuters)


Porto Velho, RO - MOSCOU, TASS – As atuais sanções sem precedentes contra a Rússia causarão um colapso ainda maior de todas as instituições internacionais, disse o vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia, Dmitry Medvedev.

Ele escreveu em seu canal Telegram na sexta-feira que sanções ilegais sempre causam uma degradação do sistema de direito internacional. "As atuais medidas sem precedentes em amplitude, alcance e grau de cinismo de influência ilegal causarão ainda mais colapso de todas as instituições internacionais, incluindo sobretudo a ONU, e um total desrespeito às normas do direito internacional", disse o vice-presidente do Conselho de Segurança. apontou.

Segundo ele, na quinta-feira, em particular, aconteceu algo semelhante com o Conselho de Direitos Humanos da ONU, "perdeu sua legitimidade para a Rússia". "As relações diplomáticas também chegarão a um impasse completo, seu nível com vários estados será reduzido ou haverá um colapso completo", concluiu Medvedev.

Em geral, o vice-presidente do Conselho de Segurança observou que as sanções foram discutidas "infinitas vezes" recentemente, enquanto "os países inimigos continuam impondo-as contra a Rússia".

A esse respeito, Medvedev destacou que decidiu relembrar "alguns momentos fundamentais do épico das sanções". "As sanções são medidas coercitivas tomadas pelo Conselho de Segurança da ONU com base no artigo 41 da Carta da ONU contra o Estado infrator.

"Consequentemente, tudo o que foi feito quase mil vezes recentemente contra a Rússia é uma violação direta dos direitos da Federação Russa como Estado soberano por países individuais ou suas alianças. Assim, a Rússia está agora sob sanções ilegais por vários países", concluiu Medvedev.


Fonte: Brasil247