Vereador Marcelo Stocco (PTB) / Foto: Divulgação

O vereador Marcelo Stocco (PTB) conseguiu aprovação de projeto de Lei na Câmara Municipal que representa um grande avanço no que diz respeito a proteção de gestantes e parturientes no atendimento médico em geral e particularmente no momento do parto em Pimenta Bueno.

Trata-se do estabelecimento da Política Municipal Obstétrica e Neonatal, que coloca sob atenção a questão da violência obstétrica, termo técnico que designa vários tipos de condutas nociva à mães e recém-nascidos, infelizmente comuns em unidades de saúde.

A lei, que foi desenvolvida através de estudos e com suporte técnico de profissionais de saúde, com destaque para a enfermeira obstétrica Gabriela Stocco, irmã do vereador e especialista em parto humanizado, sendo que a iniciativa partiu do grande número de queixas e relatos de maus tratos ocorridos em Pimenta Bueno e outras cidades.

“Compreendemos que havia uma demanda grave e urgente relacionada a esta questão, e fomos atrás de modelos pelo país afora para elaboração deste projeto, que é fruto do trabalho e da sensibilidade de muitos profissionais da saúde e outros técnicos que nos apoiaram nesta ação”, disse Marcelo em entrevista ao Extra de Rondônia.

A enfermeira Gabriela participou, inclusive, da sessão parlamentar que aprovou a matéria, dando explicações técnicas aos vereadores acerca do tema, assim como apresentando o diagnóstico do município a respeito da questão.

A lei estabelece os parâmetros que definem o que seriam situações extremas contra gestantes e parturientes, que vão desde a violência em si, os maus-tratos, o atendimento fora dos padrões, a imposição de parto através de cesariana e até mesmo o impedimento da gestante dispor de um acompanhante no momento do parto.

A lei de Marcelo Stocco é um avanço não só para o sistema de saúde de Pimenta Bueno, mas também para o Estado de Rondônia, e não apenas coíbe a violência obstétrica como também estabelece parâmetros para a implantação do parto humanizado no sistema, algo que vai de encontro ao que existe de mais moderno e funcional nesta área tão importante da medicina.

Sobre o parto humanizado, o vereador afirma que a estruturação do sistema de saúde de Pimenta Bueno para a adoção mais efetiva de tal formato de atendimento às gestantes é o próximo passo natural deste tipo de política pública.

Fonte: Extra de Rondonia