Um idoso de 68 anos morreu enquanto trabalhava dentro de uma reserva indígena próxima à União Bandeirantes (RO), na quinta-feira (21). Segundo familiares, ele foi vítima de um mal súbito pela manhã.

Segundo o boletim de ocorrência, como o local é de difícil acesso, as viaturas policiais e veículos do rabecão do Instituto Médico Legal (IML) não conseguiram chegar à área onde estava o corpo da vítima.

Somente durante a noite, o corpo foi retirado da reserva indígena com ajuda de populares em suas motos.

O caso foi registrado como morte aparentemente natural ou a esclarecer sem indício de crime.

Dificuldade de acesso

O irmão da vítima compareceu no Quartel da Polícia Militar de União Bandeirantes no início da tarde informando que o idoso faleceu por volta das 7h em uma reserva indígena.

O irmão também disse aos policiais que o local é de difícil acesso, distante aproximadamente 40 km do distrito de União Bandeirantes, sendo que metade desse trajeto só poderia ser feito com ajuda de motocicletas.

Uma das peritas se voluntariou para ir com as motos dos populares até o local da morte, mas retornaram devido a precariedade do acesso.

Segundo o boletim de ocorrência, só por volta de 00h30 do dia seguinte que populares retornaram trazendo o corpo da vítima e entregaram ao rabecão, que encaminhou até o IML em Porto Velho.

Fonte: G1RO