Cebola/Foto: Reprodução

Nesta semana (25 a 29/04), a região de Ituporanga (SC) apresentou uma diminuição significativa de bulbos disponíveis para comércio.

Como a oferta é baixa em todo o território nacional, o mercado catarinense foi favorecido, e as cotações tiveram alta significativa em relação à semana passada. Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, esse cenário é reflexo dos problemas logísticos na fronteira de Porto Xavier (RS) desde o início de abril; da região Nordeste ter registrado precipitações e afetado as produções e do atraso no semeio em SP, MG e GO.

Dessa forma, a cebola catarinense está com maior evidência no País, por ser a única região ainda com estoques. A falta de opção levou a um aumento de preços, com o valor de roça 37% superior à última semana, fechando à média de R$ 3,90/kg ao produtor.

A caixa “tipo 3” registrou alta de 40,4% na mesma comparação a R$ 87,75/sc de 20 kg. A qualidade da nacional foi considerada satisfatória e superior à da Argentina. A expectativa é que os preços continuem em alta na próxima semana, já que os estoques de Santa Catarina estão se finalizando.

Fonte: Cepea/Hortifruti