Foto: Ilustrativa

Na última quinta-feira, 14, agentes da Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa) em fiscalização no Hospital Regional de Vilhena (HRV) recolheram ferramentas usadas para cirurgias ortopédicas.

De acordo com informações de pacientes que estão internados na ala ortopédica, os fiscais teriam alegado que os materiais usados para tal fim são inadequados, pois são ferramentas usadas em obras de construções, tipo furadeira, makita, entre outras.

O Extra de Rondônia entrou em contato com a assessoria de comunicação da Agevisa em Porto Velho, no qual informaram que todas as perguntas sobre o caso teriam que ser enviadas via e-mail, depois de analisadas seriam respondidas pelo setor de comunicação do governo.

A reportagem também tentou contato com a secretária de saúde do município Weslaine Amorim, mas até o fechamento da matéria, não obteve resposta.

Enquanto isso, dezenas de pacientes estão a mercê da sorte, haja vista, que também não conseguem vaga para fazer o procedimento cirúrgico no Hospital Regional de Cacoal.

Fonte: Extra de Rondonia