Fios jogados no chão em praça de Vilhena / Foto: Extra de Rondônia



A Câmara de Vilhena realizou, na manhã desta quinta-feira, 3, a primeira sessão ordinária de março, tendo na pauta a leitura e discussão de vários projetos de leis.

Um deles, de nº 6.209/2021, aprovado por unanimidade em plenário, é de autoria do vereador José Domingues da Costa, o popular Zezinho (PSD), que prevê a retirada de fios, cabos e equipamentos excedentes, fixados em postes de energia na cidade de Vilhena.

No projeto, ele justificou o projeto explicando que o município conta hoje com uma grande variedade de tipos de cabos, com diversas aplicações, como as de operadoras de TV a cabo, telefonia e transmissão de dados, muitos soltos e abandonados. Pra ele, acabar com o excesso desta fiação significa garantir maior segurança à população e amenizar o impacto de poluição visual que prejudica a paisagem da cidade.

Segundo ele, pela quantidade de cabos e fios usados nos postes, não há forma de se saber qual a condição de manutenção de um cabo, e mesmo a sua origem, a quem pertence e a que título permanece instalado nos postes, visto muitas vezes tratar-se de cabo instalado por autorização do concessionário titular do respectivo poste. “Dessa forma, o Poder Público necessita de instrumento legal que o legitime a fiscalizar, ainda que por amostragem, a situação dos cabos e exigir a sua retirada quando em más condições, pendentes da rede aérea”, argumenta.

Ao defender o projeto em plenário, Zezinho disse que em todo lugar que o vilhenense passa, tem fio quebrado, o que pode gerar um acidente em qualquer momento. Ele citou cabos jogados no chão na praça do 5º BEC. O Extra de Rondônia foi ao local e registrou imagens da fiação que gera preocupação. “Nos quatro cantos da cidade, está a coisa mais feia do mundo. As empresas não vão lá para recolher os fios. Empresa de internet, por exemplo, não retira o fio quando o cliente cancela o contrato e só leva o modem da casa do cliente. Vilhena está um emaranhado de fios que está se tornando um verdadeiro ninho de guacho”, desabafou.

Conforme o projeto, o não cumprimento da lei acarretar, à empresa infratora, multa por ocorrência não regularizada.

Fios soltos nos postes / Foto: Extra de Rondônia

Fios de internet jogados no chão na praça do 5º BEC / Foto: Extra de Rondônia


Fonte: Extra de Rondonia