Na madrugada da última segunda-feira, 28, um motorista de aplicativo viveu momentos de terror, após ser feito refém durante uma corrida, em Vilhena.

Segundo informações obtidas pelo FOLHA DO SUL ON LINE, o motorista foi chamado por um rapaz, que queria ir do bairro Cohab até a rodoviária. Horas antes, o mesmo passageiro já havia solicitado o serviço para ir de Vilhena até cidade de Juruena (MT), mas foi avisado que a empresa não fazia deslocamentos a essa distância por estrada de terra.

No meio do percurso, com duas facas nas mãos, o cliente obrigou o motorista a pegar a BR 174 em direção a Juína (MT). A cerca de 20 km da área urbana de Vilhena, o assaltante amarrou o motorista e o deixou à beira da rodovia federal. Após se livrar das amarras, ele usou o celular que havia sido deixado em seu poder e pediu ajuda.

No mesmo dia, horas mais tarde, o veículo roubado foi encontrado a cerca de 30 km de Vilhena. O carro de aplicativo estava estragado, após o ladrão derrapar no cascalho e sair da estrada.

Após abandonar o automóvel, o ladrão teria ido a pé até uma fazenda próxima, onde usou o sinal de wi-fi para fazer ligações e, depois, continuou caminhando na direção de Juína.

Como deixou dentro do carro abandonado o celular da empresa de aplicativo, contendo todas as mensagens trocadas com o motorista, o ladrão já foi identificado. Tanto a própria vítima do sequestro quanto funcionários da fazenda onde ele parou o reconheceram pela fotografia no status do aplicativo (VEJA NUMA DAS IMAGENS SECUNDÁRIAS).

CLIQUE ABAIXO e veja vídeo do carro encontrado abandonado em rodovia que liga Rondônia a Mato Grosso.







Fonte: Folha do Sul