O estado de abandono de um imóvel pertencente ao Município de Colorado do Oeste, onde já funcionou a rodoviária da cidade, motivou o Ministério Público (MP) de Rondônia a instaurar inquérito civil público para apurar a correta manutenção e destinação do prédio.

O local tem sido utilizado como ponto frequente para uso de drogas.

No procedimento, o Promotor de Justiça de Colorado do Oeste, Thiago Gontijo Ferreira, pede que, no prazo de 10 dias úteis, o Município esclareça quais projetos serão executados no imóvel, bem como informe em que fase se encontram os trabalhos e a previsão para a conclusão, enviando documentos correspondentes.

As instalações da antiga rodoviária, localizada na Avenida Vilhena, apresentam sinais de depredação, acúmulo de mato e lixo, pichações em apologia ao crime, sendo utilizadas para a prática de ilícitos.


Fonte: Assessoria MP