Unidade de Pronto Atendimento (UPA)/Vilhena

O caso foi registrado nesta terça-feira, 29, pela Polícia Militar (PM), e o envolvido assinou o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foi liberado, em Vilhena.

De acordo com informações apuradas pela reportagem do Extra de Rondônia, o filho levou sua mãe que estava passando mal para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e lá foi aferida a pressão da paciente que estava 23/12, sendo colocada na fila de espera para ser atendida.

Devido à condição que sua mãe estava e na demora no atendimento, o filho ficou nervoso e abriu a porta das sala do consultório e com palavras teria ofendido uma servidora pública e começou a fazer imagens dela com seu celular.

Com isso, a PM foi chamada e, após ouvir as partes envolvidas, o rapaz assinou o TCO concordando em assinar o termo de compromisso de comparecimento em data previamente agendada para audiência.

Após a confusão, a paciente foi atendida.

Fonte: Extra de Rondonia