Cotado entre os prováveis candidatos que disputarão o governo de Rondônia, o deputado federal Léo Moraes (Podemos) tem capitalizado importantes avanços em sua promissora folha de serviços prestados a Rondônia e ao país. Na semana passada, pelo segundo ano consecutivo, figurou entre os “Cem Cabeças do Congresso”, publicação anual do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar – DIAP, na categoria dos parlamentares em ascensão.

Entre os oito membros da bancada federal rondoniense, Léo Moraes foi o único colocado entre os destaques, por sua atuação e produção parlamentar. Foram mais de mil proposições legislativas e mais de dez projetos aprovados. “É fruto de um árduo trabalho para honrar cada voto recebido do eleitor rondoniense”, defendeu.

A série os “Cabeças” do Congresso Nacional é resultado de uma pesquisa sobre os 100 parlamentares mais influentes. A pesquisa é feita há 28 anos e o deputado Léo Moraes, em seu primeiro mandato no parlamento federal conseguiu se colocar entre eles por dois anos consecutivos.

Ex-líder do Podemos na Câmara dos Deputados, atualmente é coordenador da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Estados sede de Usinas Hidrelétricas e 1º vice-presidente do Grupo Parlamentar da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica. Entre os feitos destacados pela publicação, o Diap destacou a relatoria da MPV 998/2020, transformada na Lei nº 14.120/2021, que transfere para a União as ações de titularidade da Comissão Nacional de Energia Nuclear representativas do capital social das Indústrias Nucleares do Brasil S.A. e da Nuclebrás Equipamentos Pesados S.A., e também a relatoria do PL 1106/2020, em tramitação no Senado Federal, que altera o parágrafo único do artigo 4º da Lei nº 12.212, de 20 de janeiro de 2010, para simplificar a inscrição no programa de Tarifa Social da Conta de Energia. 

MUNICÍPIOS

Entre uma ou outra produção parlamentar, Léo Moraes não tem se descuidado do apoio e fortalecimento dos municípios rondonienses. Na semana passada enviou ofício a diversos prefeitos, informando sobre a inserção de emendas ao orçamento deste ano para investimentos em ações na atenção básica na saúde e para a manutenção hospitalar. São quase R$ 10 milhões a serem distribuídos. 

Léo Moraes informou aos prefeitos para que suas equipes técnicas acompanhem a tramitação da solicitação para os seguintes municípios: Ministro Andreazza, R$ 300 mil; Ariquemes, R$ 150 mil; Cacoal, R$ 200 mil; Jaru, R$ 500 mil; Machadinho, R$ 300 mil; Cujubim, R$ 1 milhão; Presidente Médici, R$ 300 mil; Alvorada do Oeste, R$ 173.667,00; Alto Alegre dos Parecis, R$ 200 mil; Pimenteiras, R$ 150 mil; Primavera de Rondônia, R$ 100 mil; Vilhena, R$ 5 milhões; Santa Luzia, R$ 90 mil; Espigão do Oeste, R$ 300 mil; São Francisco do Guaporé, R$ 500 mil e Pimenta Bueno, R$ 318.441,00.


Fonte: Assessoria