Desde o retorno da Operação Lei Seca, coordenada pelo Detran e Polícia Militar, em Rondônia, 225 pessoas já foram presas por embriaguez na direção, durante as fiscalizações que acontecem em pontos estratégicos, conforme informações apuradas pelo RONDONIAGORA. Em Porto Velho, o número de presos chega a 185.

As fiscalizações foram suspensas logo no início da pandemia da Covid-19, em março de 2020. Após a queda no número de contaminações e internações por complicações da doença, o governo retornou com a operação no dia 29 de setembro de 2021.

Na capital, segundo o Detran, 138 pessoas que apresentaram o resultado igual ou superior a 0,34 miligramas de álcool no sangue, receberam voz de prisão pelo crime de embriaguez na direção.

Foram registradas ainda, as prisões de 47 pessoas, que se recusaram a realizar o teste do bafômetro, mas que apresentavam sinais de embriaguez.

No Interior do estado, aconteceram 40 prisões em flagrante por embriaguez ao volante, sendo 31 por teste positivo de etilômetro e 9 por recusa mediante apresentação de conjunto de sintomas de embriaguez e alteração da capacidade psicomotora.

De acordo com o Detran, desde o retorno das ações, o órgão tem notado um número significativo de reincidências, sendo nestes casos aplicados o valor da multa em dobro nos termos definidos pelo Código de Trânsito Brasileiro.

Fonte: Rondoniagora