Segundo a Unicef, uma criança se torna refugiada a cada segundo de guerra na UcrâniaARMEND NIMANI / AFP

A guerra na Ucrânia provocou 121 mortes de menores de idade e mais de 167 feridos, segundo informou nesta quarta-feira a Procuradoria de Menores do país, conforme publica a agência de notícias "Ukrinform".

"Até o o dia 28 da agressão russa na Ucrânia morreram 121 crianças. Ficaram feridas de diferentes formas, 167 crianças. Onde mais crianças foram afetadas, as regiões de Kiev (61), Kharkiv (41), Chernihiv (32), Mykolayiv (24), a capital (16), Zhytomyr (15), Kherson (15) e Sumy (14), aponta relatório do órgão local.

O texto aponta que, "como resultado dos bombardeios e dos ataques diários, 548 instituições educacionais ficaram danificadas, 72 duas acabaram completamente destruídas. Segundo a Procuradoria, tratam-se de 220 escolas e 155 creches atingidas.

Além disso, mais de 40 outros tipos voltados para a infância, incluindo centros médicos, escolas de arte, instalações esportivas e bibliotecas, foram alcançadas pelos ataques da Rússia, aponta o órgão ucraniano.

O gabinete do Procurador Geral da Ucrânia alerta que os dados não são definitivos, já que diversas regiões não podem ser inspecionadas, devido a bombardeios incessantes e confrontos ativos, ou por estarem em territórios ocupados.

Crianças refugiadas

Segundo a Unicef, quase a cada segundo uma criança da Ucrânia se torna refugiada, informou o Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância).

Nos primeiros 20 dias de guerra, em torno de 1,4 milhão de crianças foram obrigadas a fugir da Ucrânia, ou seja, cerca de 55 por minuto, ou "praticamente uma criança por segundo", disse o porta-voz do Unicef, James Elder.

Nesta semana, o número de pessoas que abandonaram o território ucraniano e buscaram abrigo em outros países passou de 3 milhões.


    Fonte: R7
    Por Agência EFE