Na noite de ontem, uma guarnição da Força Tática fazia patrulhamento pelo bairro Alto Alegre, em Vilhena, quando flagrou um homem de 36 anos em atitude suspeita e resolveu abordá-lo. Em poder dele foi encontrada uma porção de crack.

O homem revelou ser dependente químico e contou que havia comprado o entorpecente por 10 reais de uma mulher, informndo o endereço dela. Na casa da denunciada, os militares foram recebidos por ela, que garantiu não vender drogas e autorizou a entrada dos policiais no imóvel.

Na casa realmente não havia nada de ilegal, mas quando os PMs revistaram a bolsa da mulher, encontraram 11 porções de crack. Aos 60 anos, a acusada, que está cumprindo pena no regime aberto pelo crime de tráfico e foi apresentada na Unisp.

Durante o transporte do homem de 36 anos que delatou a traficante, ele confessou estar cumprindo pena pelos crimes de estupro e homicídios, cometidos no município de Rolim de Moura.



Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação