Equipes de resgate procuram caixas-pretas no local onde um avião caiu na China REUTERS - 22.03.2022

Uma caixa-preta do Boeing 737-800 que caiu na última segunda-feira na China com 132 pessoas a bordo foi recuperada, anunciou nesta quarta-feira (23) a Administração da Aviação Civil da China (Caac).

O Boeing 737-800 está equipado com duas caixas-pretas: uma na parte posterior da cabine de passageiros, que registra os dados do voo, e a outra na cabine de comando, que tem um gravador (ditafone) incorporado.

"No momento, não sabemos se é o (aparelho) que registra os dados ou o gravador da cabine de comando", disse Mao Yanfeng, diretor da Caac, citado pela imprensa estatal.


O voo decolou de Kunming (sudoeste) e seguia para Cantão (sul), mas na metade do trajeto perdeu mais de 26 mil pés de altura (quase 8.000 metros) em apenas três minutos e caiu na região de Guangxi (sudoeste).

Até o momento, o governo não anunciou oficialmente a morte de todos os passageiros, enquanto a companhia aérea reconheceu apenas que pessoas a bordo do voo morreram, mas não revelou detalhes.

De acordo com o sistema de rastreamento de voos FlightRadar24, a aeronave perdeu quase 21.250 pés (6.477 metros) em um minuto.

Após uma breve elevação, o avião voltou a cair, a 1.410 metros, segundo o FlightRadar24, para ficar a apenas a 983 metros do solo. Às 14h22 locais de segunda-feira, os radares perderam o contato com o voo.

    Fonte: R7
    Por AFP