O percentual de 2021 é baseado na comparação com o ano anterior, em que o PIB teve queda de 4,1%. O dado mostra que a economia brasileira segue estagnada

Porto Velho, RO - Depois de registrar uma queda de 4,1% no PIB (Produto Interno Bruto) em 2020, por conta da pandemia de Covid-19 - mal administrada pelo governo Jair Bolsonaro (PL) -, a economia brasileira cresceu 4,6% em 2021, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira (4) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Vale destacar que o percentual de 2021 é baseado na comparação com o ano anterior. Portanto, o dado mostra que o país se manteve estagnado em 2021, com uma ligeira melhora em relação a 2020 por conta do início da vacinação e da retomada de certas atividades econômicas.

Analistas ouvidos pela Folha de S. Paulo reforçam esta ideia. "A alta de 2021 reflete, em boa parte, o efeito da base de comparação fragilizada, já que a fase inicial da crise sanitária havia derrubado o PIB em 2020", diz o jornal.

Os mesmos analistas se mostram pessimistas em relação a 2022. Para eles, a alta deve desacelerar neste ano. A tendência ainda é de estagnação e crescimento do PIB próximo a 0%.


Fonte: Brasil247