O diretor da escola municipal Paulo Freire, de Pimenteiras do Oeste, procurou o quartel da Polícia Militar (PM) para registrar ocorrência do sumiço de uma CPU, na instituição.

De acordo com as informações do diretor, o gerente municipal de convênios, foi a escola fazer levantamento dos equipamentos.

Contudo, durante o trabalho, o gerente não localizou uma CPU. Por não haver sinais de arrombamento na escola o diretor achou por bem tentar localizar o computador, não conseguindo, procurou o quartel para registrar o desaparecimento da máquina.


Fonte: Extra de Rondonia