Após ser preso pela Polícia Militar na manhã desta quinta-feira (17), Gabriel Saymo de Oliveira Nunes, 21 anos, confessou ter matado a própria esposa Maria Cláudia Borges Ribeiro, 16 anos, e disse que chegou a usar droga ao lado do corpo da adolescente. O crime aconteceu em uma vila de apartamentos, na Rua Eurico Caruso, bairro Aponiã, em Porto Velho.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, apuradas pelo RONDONIAGORA, Gabriel relatou que na noite desta quarta-feira (16) brigou com Cláudia no apartamento.

Para os policiais que atenderam a ocorrência, ele disse estava sob efeito de drogas, e vendo vultos e que durante a discussão acabou matando a esposa com as próprias mãos. Gabriel relatou que matou a vítima por volta das 19 horas de quarta-feira.

Após matar a esposa, disse que foi beber e usar drogas na casa de um amigo, que mora próximo à casa da mãe dele.

Gabriel disse que por volta das 23 horas retornou para o apartamento e continuou usando drogas ao lado do corpo de Maria Claudia.

Ao amanhecer, o assassino confesso relatou que resolveu ligar para a Polícia. Quando a equipe policial chegou ele estava na frente da vila de apartamentos.

Os policiais entraram no apartamento e encontraram a vítima em cima da cama e acionaram uma equipe do Samu, que constatou o óbito.

Vizinhos que moram em outros apartamentos no mesmo terreno, relataram aos policiais que não ouviram nenhum barulho suspeito durante a noite.

Gabriel foi flagranteado pelo crime de feminicídio praticado contra a própria esposa.

O delegado representou pela prisão preventiva do acusado, que deve ser analisado pela justiça.

Fonte: Rondoniagora