Foto: Divulgação

O senador Confúcio Moura (MDB-RO) e a reitora da Universidade Federal de Rondônia (Unir), Marcele Pereira, se reuniram naterça-feira (15), em Brasília, para discutir a situação da instituição de ensino e ao mesmo tempo, alternativas para o aproveitamento e otimização da estrutura do Campus de Ariquemes, os resultados conquistados e o destino das obras a serem concluídas.

Marcele Pereira agradeceu o apoio de Confúcio Moura com a destinação de emendas à instituição. “O senador foi o parlamentar que colocou recursos de maior natureza e, obviamente, ajudando aos demais parlamentares da bancada a acreditar na universidade, nos projetos, nas políticas públicas que nós temos desenvolvido”, falou.

A reitora explicou que tem pensado no destino das obras, que igualmente tiveram apoio e a participação do senador, até mesmo em anos anteriores. Ele disse ainda que veio conversar com sobre a retomada dos processos do Hospital Universitário. “O Hospital é uma pauta importante e significativa. A gente sabe o interesse do senador Confúcio Moura no campo da saúde, da educação e a gente precisa desse apoio institucional da bancada, e o senador tem uma expressão muito grande e pode nos ajudar”, asseverou.

Reestruturação da Unir

Outro assunto abordado na reunião foi a reestruturação da universidade visando concentrar cursos nos Campi do interior, reforçando-os e, ao mesmo tempo, promover a consolidação deles. Confúcio Moura citou que há cursos com poucos alunos em Ariquemes e Médici, por exemplo, e que podia centralizá-los em um único ambiente.

Para o senador, a concentração de alguns cursos seria mais proveitosa em determinadas regiões. “Peixe, por exemplo, quem tem peixe em Rondônia é Ariquemes, nada contra Médici, mas realmente tem que ser lá em Ariquemes a engenharia de produção junto com a engenharia de alimentos, reforçaria muito, e a produção é uma área muito ampla, serve para tudo. Logicamente vai aparecer mais alunos para a engenharia de produção, vai dar mais movimento no campus e caminhar para o centro tecnológico em Ariquemes”, enfatizou.

A reitora destacou que busca ajuda para poder fazer um estudo ampliado com relação a vocação dos cursos nos campi do interior. Segundo ela, há cursos em determinadas regiões do estado com problemas de vagas com pouco interesse e baixa a procura, e que a ideia é montar uma estratégia para fortalecer esses cursos, mesmo que precise fazer uma mudança de sede.

Marcele Pereira diz acreditar na reestruturação com base em uma proposta que nasça e cresça e no próprio curso e na articulação com os próprios docentes. “O interesse é realmente desenvolver um programa, uma ação que fortaleça os cursos da universidade, dialogando com as regiões que mais precisam desses cursos. Então nós também temos a articulação com o senador pra buscar esse tipo de movimentação”, grifou.

Parceria com o sistema S

O senador sugeriu à reitora a uma parceria da Universidade de Rondônia com o sistema S.“Exatamente, vir aqui em nível nacional e a gente começar a fazer uma parceria da universidade com o sistema S pra aproveitar os espaços disponíveis nos grandes laboratórios que nós temos em Ariquemes, por exemplo, e em outras cidades de Rondônia”, concluiu.

Participaram também da reunião as assessoras parlamentares Simírame Leite, da Universidade Federal de Rondônia e Elizete Lionel, do senador Confúcio Moura.


Fonte:Assessoria