A abertura anual do programa de iniciação esportiva Talentos do Futuro acontecerá no sábado (19) no Ginásio de Esporte Eduardo Lima e Silva, o Dudu, localizado na avenida Jatuarana, zona Sul da cidade, a partir das 9h.

Na programação do evento constam um desfile das modalidades, seguido de uma apresentação de ginástica rítmica e dos jogos de futsal (polo Dudu e polo Esperança) e de handebol que será disputado pelas categorias Talentos e Másters.

Com o início das atividades, a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semes) vai reforçar os protocolos de segurança sanitária e exigirá dos alunos e frequentadores dos espaços esportivos cópia da carteirinha de vacinação.

O Talentos do Futuro atende crianças e adolescentes na faixa etária de 6 a 17 anos, pertencentes às redes municipal e estadual de ensino e beneficiários de programa social, e conta com diversas modalidades, entre elas: futebol de campo, basquete, futsal, karatê, taekwondo, balé, atletismo, handebol, capoeira, xadrez, judô e voleibol.

A Semes fornecerá todo material necessário para os treinos, além das atividades serem orientadas e supervisionadas por profissionais de Educação Física com formação acadêmica e registro de classe.

As atividades acontecem duas a três vezes por semana, nos núcleos de atendimentos esportivos, nos polos: Ginásio Eduardo Lima e Silva “Dudu”, Quadra Poliesportiva Esperança da Comunidade, Quadra Poliesportiva Três Marias, Parque Aquático Vinícius Danin, Quadra Nacional, Academia Dragon e na Associação Jardim Santana.

O programa Talentos do Futuro foi criado pela Prefeitura de Porto Velho na gestão de Hildon Chaves com o propósito de ocupar crianças e adolescentes nas quadras, nos poliesportivos e parque aquático.

“Através do programa, Porto Velho se tornou a única capital brasileira que oferta lanche para as crianças e adolescentes em treino nas escolinhas de iniciação ao esporte, além de ser a única a fornecer uniformes completos para treinos e competições. É a certeza que este é o caminho para uma cidade melhor, com mais saúde e menos violência”, afirma a titular da Semes, Ivonete Gomes.


Fonte: Assessoria