Porto Velho, RO - A caminhada turística em diferentes pontos que retratam a história de Porto Velho é uma das propostas da Prefeitura de Porto Velho para fomentar o turismo e valorizar a cultural local. A segunda edição do projeto pilotoWalking Tour ocorreu na manhã de sábado (18), no bairro Arigolândia, trazendo a temática do legado nordestino, deixado ainda na época do segundo ciclo da borracha.

O ato busca discutir a migração de nordestinos para o Norte durante o período do Ciclo da Borracha. A Rota dos Arigós, nome relacionado ao tema, contou com a participação de cerca de 50 pessoas, entre influenciadores digitais, formadores de opinião, representantes da classe artística e da população em geral, que se inscreveu para a ação por meio das redes sociais da Semdestur.


Glayce Bezerra, secretária da Semdestur

De acordo com a titular da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho (Semdestur), Glayce Bezerra, o projeto busca fortalecer o Circuito Histórico Cultural, oferecendo mais uma opção de turismo receptivo na capital.

“Nossa intenção é sempre estar abordando um desses circuitos. Já retratamos a cultura e, agora, estamos contando a história do bairro Arigolândia, marcada pela presença dos nordestinos que vieram desbravar a Amazônia. Essa ação é importante, pois desperta o sentimento de pertencimento da população. Hoje podemos falar de turismo porque estamos com a casa organizada e, com isso, fomentar ainda mais o setor”, declarou.

ROTEIRO

O percurso contou com uma programação arretada, como manda o figurino nordestino, havendo várias intervenções artísticas no caminho. O grupo, conduzido pelo guia turístico e, também, vice-presidente da Associação dos Guias de Turismo do Estado de Rondônia (Agtur), Jefferson Araújo, saiu logo cedo do ponto de concentração no Mirante Porto do Sol.

Ainda antes da partida, o cordelista e nordestino Branko Moraz, que mora há 20 anos em Porto Velho, declamou um trecho do seu cordel e destacou a importância do evento. “Uma ação muito importante, que valoriza muito o povo nordestino e conta a história do jeito que aconteceu, me sinto privilegiado em participar, sendo o autor de um cordel que conta a história em versos e rimas”, declarou.


José Nilson de Oliveira prestigiou a segunda edição do Walk Tour

Na sequência, o grupo se dirigiu a outros pontos, com paradas estratégicas na biblioteca José Pontes Pinto, Escola Carmela Dutra, 1º Batalhão da PM (Antiga Guarda Territorial), Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, finalizando na Castanheira Centenária.

Todo o trajeto descrevia as esquinas do tempo e os detalhes arquitetônicos. Algo que chamou a atenção de Andreia Michele. Ela conta que sempre gostou de história, ainda mais pelo fato de seu avô ter feito parte da construção da Estrada de Ferro da Madeira Mamoré.

“Hoje estou aqui, ouvindo as histórias que eu escutava ainda na infância. É muito emocionante. Essa ação é excelente, pois nossa cidade tem um grande potencial ao turismo e a iniciativa dá um salto para as pessoas que amam nossa cidade, mas que não conhecem nossa história. Pretendo fazer parte nas próximas edições ”, disse emocionada.

O diretor da Federação do Comércio de Rondônia (Fecomércio), José Nilson de Oliveira prestigiou a segunda edição do Walk Tour e avaliou como positiva a iniciativa da gestão municipal. “É um momento importante para o turismo da nossa capital e a Fecomércio está sempre presente em eventos como este, apoiando a cultura e turismo”, afirmou.

Também fez parte do itinerário, a visitação à uma instalação artística, chamada Memória Acesa, que continha exposição fotográfica em mosquiteiros dos arigós, caricaturas de moradores do bairro, fotos antigas da Guarda Territorial e artefatos. Na entrada, uma declamação de poema relacionada e apresentação do artista Elizeu Braga.

A caminhada foi encerrada com uma degustação de bolo de rolo, acompanhada de apresentação musical de Raoni Amaral com repertório nordestino e mensagem do poeta Dom Lauro.













































Texto: Jaqueline Malta
Fotos: Wesley Pontes
Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)