Bolsonaro foi criticado por fazer o Brasil “tomar partido” em relação a um “grande parceiro". Exatamente o que não ocorre agora com Lula. Foto: Ricardo Stuckert

Porto Velho, RO - Não surpreende, mas comprova a hipocrisia, o silêncio de parte da imprensa sobre a ingerência de outros países nas eleições brasileiras, estendendo tapetes vermelhos para o ex-presidente e ex-presidiário Lula como se fosse chefe de Estado. 

Para o deputado José Medeiros (Pode-MT), Lula e os presidentes da Argentina e França, por exemplo, não foram criticados como Bolsonaro, quando declarou apoio a Macri.

Dois pesos...

Bolsonaro foi criticado por fazer o Brasil “tomar partido” em relação a um “grande parceiro". Exatamente o que não ocorre agora com Lula.

Amestrada

“Muita gente fica melindrada quando a gente fala que tem uma parte da mídia que é amestrada”, diz Medeiros sobre o tratamento diferenciado.

Na nossa conta

O tour europeu de Lula custou R$312 mil de recursos do pagador de impostos, mas também isso foi ignorado nas manchetes.


Fonte: Por Cláudio Humberto, 13/12/2021