Porto Velho, RO - A retomada das exportações brasileiras de carne bovina à China animou agentes de mercado consultados pelo Cepea.

Vale lembrar que os envios ao país asiático estavam suspensos desde o início de setembro deste ano.

A expectativa de operadores do setor pecuário é de que a liquidez no mercado spot nacional se aqueça, embora a retomada da comercialização visando atender o mercado chinês possa demandar alguns dias.

Do lado da procura, alguns frigoríficos indicam estar com as escalas de abate mais alongadas, mas especialmente de animais que são destinados ao mercado doméstico.

Quanto à oferta, no campo, parte dos pecuaristas já se afastou das vendas neste ano, relatando que deve voltar a negociar apenas no início de 2022, tendo em vista questões fiscais.

Além disso, a oferta de animais prontos para abate segue restrita. Por outro lado, os custos de produção em patamares elevados podem levar alguns produtores a disponibilizar novos lotes.


Fonte: Cepea
Imagem: Pixabay/ericojuniormorais0