Porto Velho, RO -
 Após a grande repercussão do discurso do vereador Everaldo Fogaça (Republicanos) na tribuna da Câmara Municipal na manhã desta sexta-feira 10.12, a Prefeitura voltou atrás e anunciou através da secretária de educação, Gláucia Negreiros, o pagamento do abono natalino dos professores, no valor de R$ 2.800,00. O anúncio foi agora há pouco em uma live feita pela secretária na rede social.


No discurso, Fogaça deixou clara que o prefeito poderia incorrer em crime de responsabilidade por não utilizar as verbas do Fundeb para pagamento do abono aos professores e que ainda iria usar a suspensão do pagamento para jogar os professores contra os vereadores.


Na reunião que teve pela manhã com uma comissão de servidores e vereadores, Fogaça disse que o pagamento do abono "não é nenhum favor" que a Prefeitura está fazendo aos educadores e disse que esse tipo de atitude não condiz com a postura de um administrador.


"A verdade é que o prefeito se melindrou com a atitude de alguns professores e quis implantar uma espécie de ´por um todos pagam´ prejudicando centenas de servidores que acreditaram em sua palavra. Ainda bem que ele reviu o que fez e os professores podem comemorar", ressaltou.


O anúncio de suspensão do abono natalino foi feito pelo próprio Hildon Chaves e pegou todo mundo de surpresa. Uma reunião foi marcada às pressas na Câmara Municipal. Os vereadores que participaram da reunião foram solidários aos professores e tiveram muito trabalho para demover o prefeito da ideia de dar o calote na educação.


MAIS DE R$ 2,8
A secretário Glaucia Negreiros informou que a lei que foi encaminhada ao prefeito Hildon Chaves foi com um paragráfo que pode dar o direito de mais de R$ 2,8 mil para cada servidor, se houver excesso de arrrecadação os professores receberão um complemento.


CONFIRA VÍDEO DA SECRETÁRIA GLÁUCIA NEGREIROS: