O dia 16 de novembro na história de Porto Velho, Rondônia, Brasil e Mundo





O DIA NA HISTÓRIA

Lúcio Albuquerque
jlucioac@gmail.com

O DIA NA HISTÓRIA

BOM DIA 16 DE NOVEMBRO!

COMEMORA-SE

Dia Nacional da Amazônia Azul. Dia do Não Fumar. Dia Internacional para a Tolerância. Dia Internacional do Patrimônio Mundial. Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito. Dia Nacional de Atenção à Dislexia. Começa a Semana Nacional da Música.
Católicos lembram Santa Gertrudes, Santa Margarida da Escócia, Santa Inês de Assis.


RONDÔNIA

1916 – Criada em Porto Velho, a Associação Dramática, Recreativa e Beneficente, presidida pelo juiz municipal Martinho Ribeiro. 1973 – Inaugurada a primeira agência bancária em Ji-Paraná, o BASA.


BRASIL

1889 – Durante a madrugada, temendo uma revolta popular contra a República, o governo provisório, às carreiras, embarca a família real no cruzador Parnaíba.

1894 — Nasce Henrique Teixeira Lott, marechal que em 1956 avalizou e garantiu que o presidente eleito, Juscelino Kubischeck, tomasse posse.


MUNDO

1849- Nasce o escritor russo Fiodor Dostoievski.

1852 — O astrônomo John Russell Hind (ING) descobre o asteroide 22 Kalliope.

1855 — David Livingstone descobre as Cataratas de Vitória no que é hoje a Zâmbia-Zimbábue.

1904 — O engenheiro John Ambrose Fleming (ING) patenteia a válvula termiônica (tubo de vácuo).

1938 — O químico suíço Albert Hofmann sintetiza o LSD.

1945 — Fundação da UNESCO - Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.


FOTO DO DIA

Sem muito alarde começa hoje a Semana Nacional da Música, atividade humana que na mitologia grega tinha o deus Apolo como patrono. Dom João VI chegou ao Brasil em 1808 trazendo no séquito uma banda musical inteira. Em Rondônia, desde os tempos da implantação da ferrovia Madeira-Mamoré a música também esteve presente, como noticiou o jornal “O Norte” em sua edição de 1 de janeiro de 1913, citando a formação de uma orquestra composta por “senhoras e senhorinhas”. Várias orquestras funcionam em Rondônia, como a “Orquestra em Ação” (foto) de Ji-Paraná, a Som da Leste e a Villa Lobos, em Porto Velho, além de outras ligadas a igrejas. A música popular rondoniense também tem grande representatividade em vários ritmos, com autores como Ernesto Melo e Zé Catraca que reverenciam a história em suas composições.

Postar um comentário

0 Comentários