Greve dos caminhoneiros: manhã inicia sem bloqueios de rodovias

Apesar de não ter registros de bloqueios nas rodovias do país, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) identificou dois pontos de concentração

O Ministério da Infraestrutura informou, nesta segunda-feira (1º/11), que não houve registros de bloqueio parcial ou total de rodovias até as 7h desta manhã.

O comunicado foi divulgado no Twitter, na mesma data em que caminhoneiros autônomos de todo o Brasil tentam promover uma greve, motivados pelos constantes reajustes no preço do diesel e insatisfeitos com a falta de diálogo com o governo federal.

Apesar de não ter registros de bloqueios nas rodovias do país, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) identificou dois pontos de concentração. Um deles é no Rio de Janeiro, às margens da BR-116, em Barra Mansa.

O outro ponto de concentração é na BR-101, na região de Rio Bonito, também no Rio de Janeiro. Ambas as rodovias não contam com bloqueios ou abordagens a caminhões que seguem viagem.


Por volta das 6h, houve uma concentração na BR-116, em Itaitinga, Ceará. O grupo foi dispersado, informou o Ministério da Infraestrutura. Além disso, outra aglomeração foi dissipada na manhã desta sexta-feira, em frente ao Porto de Capuaba, no Espírito Santo.

“Portos seguem operando dentro da normalidade. A situação no Porto de Santos/SP está controlada e sem aglomerações no seu entorno desde as 2h”, informou o Ministério da Infraestrutura.

Às 7h, também segundo a pasta, não havia registro de ocorrência de bloqueio parcial ou total em rodovias federais ou pontos logísticos estratégicos. Além das movimentações no Rio de Janeiro, Espírito Santo, São Paulo e Ceará, houve concentração às margens da BR-153/GO, próximo a Goiânia.

Uma operação da PRF na BR-116/SP, próximo a Pindamonhangaba, liberou caminhoneiros que não se sentiam com segurança para deixar o local. Com a chegada do efetivo, retomaram a viagem por volta de 6h30.

De acordo com o órgão federal, não foram registradas ocorrências em centros de distribuição de combustíveis. A pasta informa que a PRF segue em operação nos 26 estados e no Distrito Federal. “São 29 liminares na Justiça contra bloqueio de rodovias, refinarias e portos contemplando 20 estados”, completou o ministério.

Postar um comentário

0 Comentários