Veja a situação dos jogadores que pertencem ao Timão e estão em outros clubes


Porto Velho, RO - 
Com a temporada 2021 se aproximando do fim, o Corinthians se prepara para receber o retorno de jogadores que estão emprestados a outros clubes até dezembro deste ano. A prioridade do Timão é tentar lucrar com eventuais transferências destes atletas, e a tendência é de que poucos ou até mesmo nenhum deles seja aproveitado na próxima temporada.


A lista dos que voltarão a ter vínculo com o Corinthians a partir de janeiro é extensa e conta com o zagueiro Caetano, o lateral Matheus Alexandre, os volantes Éderson e Matheus Jesus, os meias Fessin e Sornoza e os atacantes André Luis, Everaldo, Janderson, Jonathan Cafu, Matheus Davó e Rafael Bilu.


Dentre todos estes, o jogador de maior destaque nesta temporada foi Éderson, que disputou 52 partidas pelo Fortaleza e tem sido um dos protagonistas da equipe, atualmente sexta colocada do Brasileirão.

O bom desempenho do volante fez o clube cearense tentar a compra do jogador há algumas semanas, mas a negociação com o Corinthians não evoluiu. De olho em possíveis ofertas do exterior, a diretoria alvinegra não tem pressa para definir a situação dele.

Éderson tem contrato com o Timão até janeiro de 2025. No meio do ano ele foi procurado pelo Newcastle, mas a venda do clube inglês para um consórcio da Arábia Saudita esfriou as conversas.


Caso não surjam interessados em levar o jogador, a utilização dele pelo Corinthians não está descartada. O mesmo já não vale para outros jogadores.


Matheus Davó, por exemplo, já sabe que não ficará no Philadelphia Union, clube dos Estados Unidos no qual ele chegou em agosto. Desde então, ele disputou apenas uma partida. O atacante de 22 anos tem contrato com o Timão até o fim de 2023, mas não está nos planos para a próxima temporada.


Quem também tem vínculo por mais duas temporadas e não deve permanecer é Jonathan Cafú, que defendeu o Cuiabá em 2021. O atacante recebeu sondagens da Arábia Saudita e pode ser negociado novamente.


O Corinthians não irá se opor caso apareçam interessados em levar os atacantes André Luis, Everaldo e Janderson. O primeiro tem contrato até o fim do ano que vem, enquanto os demais possuem vínculos mais longos, até o meio e o fim de 2023, respectivamente.


Dentre todos os atletas em fim de empréstimo, o que teve mais oportunidades com a camisa alvinegra foi o meia Sornoza, que disputou 50 partidas e fez um gol pelo clube em 2019. Depois disso ele foi emprestado à LDU, do Equador, e ao Tijuana, do México, antes de ir para o também equatoriano Independiente Del Valle, time no qual tem sido titular.


Júnior Sornoza em ação pelo Independiente del Valle — Foto: Independiente del Valle


Aos 27 anos e com contrato com o Corinthians até o fim do ano que vem, Sornoza pode ser reemprestado ao Del Valle. A diretoria alvinegra prefere uma venda, mas sabe que é difícil recuperar o investimento de R$ 11,5 milhões no meia. As negociações para a permanência do jogador em sua terra natal já foram iniciadas.


A relação de atletas cedidos pelo Corinthians a outros clubes ainda conta com Bruno Méndez (Internacional), Mateus Vital (Panathinaikos, da Grécia), Ramiro (Al-Wasl, dos Emirados Árabes Unidos), Madson (Estrela Amadora, de Portugal) e Léo Natel (Apoel, do Chipre). Todos eles têm contrato de empréstimo até o meio do ano que vem e são vistos com bom potencial para venda.

A arrecadação com transferências de atletas é fundamental para as finanças do Timão. Em 2021, o clube estipulou a meta de R$ 95 milhões de receita com negociações, mas a diretoria já admite que o valor previsto não será atingido.