LUTO OFICIAL - Secretaria de Saúde confirma 13 mortes em acidente entre caminhonete e van com pacientes



Um acidente entre uma van e uma caminhonete SW4, neste sábado (30), na BR-174, em Comodoro, a 677 km de Cuiabá, deixou 13 mortos, segundo confirmou a Secretaria de Saúde do município. Os dois veículos bateram de frente, mas ainda não há confirmação de quem teria invadido a pista contrária.


Acidente grave na BR-174 deixou mortos e feridos — Foto: Polícia Civil-MT


Inicialmente, a Polícia Civil do município havia informado que pelo menos 14 pessoas teriam morrido, mas, depois, após análise no local, foram identificadas 13 vítimas fatais. A secretaria a lista com os nomes das vítimas.


Dos mortos, 8 eram pacientes, dois acompanhantes e o motorista do veículo e seguiam de van para Vilhena e duas pessoas que estavam na SW4.

Veja a lista:

Pacientes: João Alves Franco, José Luís da Silva, Antônio Pereira Soares, Silvalda Souza Silva, Luiz Guslinski, Geraldo Aparecido, Cenire dos Santos e Mailon Rocha
Acompanhantes: Aparecida Guslinski e Elenice Fernandes de Souza
Motorista da van: Elias Santos
Ocupantes da SW4: Marcio Coelho e Juliano Coelho


Van saiu da pista e ficou destruída — Foto: Divulgação



SW4 se envolveu em acidente com van — Foto: Divulgação


Os pacientes que estavam na van fazem hemodiálise três vezes por semana.
A van é da Secretaria de Saúde de Comodoro que fazia o transporte de pacientes da região para tratamento de hemodiálise, no Instituto do Rim de Vilhena, em Vilhena (RO).

A caminhonete seguia de Ariquemes (RO) para Curitiba (PR).

Os feridos foram encaminhados para o Hospital Regional de Cáceres.

A Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e funerária local foram até o local do acidente.

Luto oficial

A Prefeitura de Comodoro decretou luto oficial de três dias por causa do acidente envolvendo um veículo oficial do município que realizava o transporte de moradores para Vilhena, para atendimento médico, e um veículo particular, "que ceifou prematuramente a vida de pacientes, acompanhantes e um servidor público".

Postar um comentário

0 Comentários