PRECAUÇÃO: Escolas do Cone Sul recebem segunda etapa de sanitização e estão aptas para receberem alunos e professores



Buscando prevenir riscos à saúde da comunidade escolar, com o retorno das aulas presenciais, o Governo de Rondônia, por meio da Coordenadoria Regional de Educação (CRE) da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), realizou no último final de semana, a segunda etapa do processo de sanitização e desinfecção contra vírus e bactérias presentes nas escolas estaduais do Cone Sul.

A ação faz parte das medidas de prevenção adotadas pelo Governo de Rondônia, com o objetivo de minimizar os riscos de ocorrência de contaminação e propagação de doenças respiratórias, em especial a covid-19, com retorno das aulas presenciais. A coordenadora da CRE de Cerejeiras, Marlene Ribeiro, reforça que a ação é um protocolo rigoroso de higienização, baseando-se na segurança dos profissionais e alunos.

O gerente administrativo da CRE, Maciel Alves Gois, acompanhou in loco, juntamente com o chefe de transportes da CRE, Danilo Gaspar Calanca, toda a ação realizada pela empresa contratada e destaca que essa é a segunda etapa da dedetização das unidades escolares. “Em dezembro, realizamos a primeira etapa que contaram com três aplicações. É utilizada uma substância sanitizante com produto devidamente aprovado pelo Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária para o controle da covid-19”.



Todos os ambientes foram sanitizados

Gois também informa que os produtos utilizados para a sanitização das unidades são livres de riscos, não inflamáveis nem corrosivos. E que são aplicados por uma equipe de especialistas com uso de aparelhos de alta tecnologia e equipamentos de proteção individuais adequados.

“Esse processo de sanitização em nossas escolas, é suma importância, pois a mesma traz um reforço às ações que já estão acontecendo para um acolhimento seguro de servidores e alunos,” diz Gois.

CRE VILHENA

As escolas jurisdicionadas à CRE de Vilhena também receberam a segunda etapa da sanitização. A coordenadora educacional, Maria de Fátima, conta que todas as unidades estaduais do Cone Sul receberam a segunda etapa da dedetização e que estão aptas para ofertar um atendimento mais seguro aos alunos e servidores.

“A sanitização é uma ação para manter as escolas seguras durante a pandemia. É um investimento da Seduc para que os professores e alunos possam ter a opção de seguir nas aulas presenciais com mais tranquilidade e segurança. Mas, estamos sempre orientando que a escola não é imune à Covid-19, mas é um local seguro porque tem a aplicação de diversos regramentos sanitários”, disse Fátima, informando que o prédio da CRE também recebeu a sanitização, e os professores seguem orientando os alunos e pais que mantenham todos os cuidados necessários para evitar a propagação do vírus da covid-19.

Postar um comentário

0 Comentários