Mulher perde bebê após médico injetar abortivo à força

Uma mulher de 21 anos perdeu o feto na última quarta-feira (19), dois dias depois o namorado aplicar à força um remédio abortivo. O caso aconteceu em Ariquemes-RO.

O companheiro, um médico de 36 anos, teria cometido o crime na última segunda (17). O casal voltava de um motel, quando, já em casa, o suspeito ofereceu uma massagem à namorada. Ela aceitou, e ele aproveitou para amarrar as mãos dela com uma calcinha. Neste momento, o homem utilizou uma seringa e aplicou uma substância abortiva.

Segundo a vítima, houve luta corporal, mas o suspeito teria aplicado uma substancia em seu nariz que a fez desmaiar. Após acordar, a mulher observou sangramento nas partes íntimas, mas o homem se negou a levá-la ao hospital. Depois da namorada insistir, o médico levou a jovem até a casa da tia, que então encaminhou a gestante à Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

O delegado que cuida do caso, Rodrigo Camargo, explica que pediu coletas de sangue da vítima para analisar qual a substância utilizada. Camargo também afirma que a relação entre o suspeito e a mulher ainda será analisada. “Nesse momento não tenho como dizer qual era o vínculo afetivo entre o médico e essa gestante e se de fato o feto era ou não filho do médico. Para esclarecer isso deve ser realizado um exame de DNA”. O exame deve sair em 30 dias.

O suspeito, que não teve o nome divulgado, foi solto após audiência de custódia. Ele teve de pagar uma fiança de 30 salários mínimos.  O Ministério Público recorreu da decisão e pediu que fosse decretada a prisão preventiva do suspeito. O pedido ainda será analisado pela Justiça.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA